História

Uma história de amor e doação

Diante das lacunas e desafios encontrados no país pela defesa e garantia de direitos de crianças e adolescentes, o IMSJT foi criado em 1946 na capital paulista e desde então tem se empenhado em busca desse objetivo, inspirados naqueles que ousaram, um dia, abrir tais caminhos, como pe. João Buscher (1902-1991) – fundador e primeiro diretor da instituição –, scj e pe. Gregório Westrupp, scj (1909-1983) – idealizador, construtor e segundo diretor.

O IMSJT é hoje uma das maiores obras sociais da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, também conhecidos por Dehonianos. Ao longo de sua existência, passou por diferentes fases e muitas reformulações. Começou como orfanato, acolhendo crianças órfãs de pais, abandonadas ou de famílias em precária situação financeira, mas com o tempo foi necessária a reconstrução de seu papel social e educacional, respondendo de maneira criativa aos novos apelos da realidade.

Contudo, o ideal do princípio sempre foi mantido: transmitir aos atendidos um amor restaurador, por meio da missão de acolher, amparar e educar crianças, adolescentes e jovens em situação de risco e de vulnerabilidade pessoal e social, a fim de que alcancem o pleno exercício de sua cidadania e despertem-se para a responsabilidade e a solidariedade humana. Hoje o IMSJT atende mais de 2 mil crianças, adolescentes e jovens em seus 8 centros de educação infantil (CEI), 2 centros para crianças e adolescentes (CCA), 1 casa de acolhimento de crianças e adolescentes (Saica) e 1 polo de cursos de pós-graduação e extensão (Parceria/Faculdade Dehoniana e Esic – Faculdade Internacional de Negócios).